Netbeans Linguagem em JAVA Palavra Chave

Linguagem em JAVA – Palavra Chave e Palavra Reservada

 

Palavras chaves e Palavras Reservadas em JAVA

A seguir, você vai conhecer quais são as palavras reservadas, que também são palavras chaves, da linguagem de programação JAVA e quais seus significados para que você faça uma ideia de como utilizá-las. Use esta pequena aula de referência para consulta do que vier a precisar sobre este assunto.Esteja atento pois há muita coisa a aprender. No entanto é fácil 

Caso queira uma orientação para o aprendizado JAVA e não esteja seguindo uma sequência de aulas aqui, basta seguir esta orientação de aprenda JAVA

 

Próximo aprendizado:

Tipos de Dados em JAVA e Operadores

 

Aprendizado anterior:

Criar Classes em JAVA no Netbeans

 

Palavra reservada e Palavras chave em JAVA

Atenção: Siga os passos abaixo. Brinque e aprenderá. Tente fazer o que é solicitado. Muita atenção aos comentários. É importante faça para ver o que acontece. Irá descobrir algumas coisas por si só. Considere isto um DESAFIO. Perceba e já estará aprendendo muito. Pode ter certeza!Você pode aprender muito mais do que pensa!Vamos dar uma chance a nós mesmos! Nós mesmos somos nossa inspiração

 

Siga os Passos

1.   Para as palavras chaves da linguagem JAVA caracterizam-se por alguns detalhes. Atenção a eles

A.   Uma palavra reservada é uma palavra que não pode ser usada como nome de variáveis, métodos ou classes

 

B.   A palavra reservada não é necessariamente uma palavra-chave, ou seja, uma palavra com significado especial na linguagem. Todas as palavras-chave são palavras reservadas, mas o inverso não é verdade. Um exemplo é o de que até a versão 7 do JAVA existiam 53 palavras reservadas, das quais apenas 51 são realmente utilizadas.

 

C.   As palavras chave se dividem em categorias. Algumas palavras são usadas em mais de um cenário. O significa da palavra depende do contexto onde é usado. Esta característica é chamada de carga semântica. Pelo fato de o Java ter poucas palavras chave e propositalmente reaproveitar as palavras sempre que possível tem um carga semântica bastante maior que outras linguagens. Contudo, na prática não é possível confundir os vários significados.

 

2.   Esta é a lista das palavras reservadas

package import new class interface enum abstract final
implements extends instanceof public private protected super this
throw throws try catch finally if else for
do while switch case default break continue return
boolean byte short int long double float char
void strictfp transient volatile synchronized native assert static
goto const true false null      

 

 

3.   Significado das palavras reservadas por categorias

Modificadores de acesso

private: Acesso apenas dentro da classe

protected: Acesso por classes no mesmo pacote e subclasses

public: Acesso de qualquer classe

 

Modificadores de classes, variáveis ou métodos

abstract: Referencia um classe que não pode ser instanciada ou método que precisa ser implementado por uma subclasse não abstrata

class: Especifica uma classe

extends: Indica a superclasse que a subclasse está estendendo

final: Impossibilita que uma classe seja estendida, que um método seja sobrescrito ou que uma variável seja reinicializada

implements: Indica as interfaces que uma classe irá implementar

interface: Especifica uma interface

native: Indica que um método está escrito em uma linguagem dependente de plataforma, como o C

new: Instancia um novo objeto, chamando seu construtor

static: Faz um método ou variável pertencer à classe ao invés de às instâncias

strictfp: Usado em frente a um método ou classe para indicar que os números de ponto flutuante seguirão as regras de ponto flutuante em todas as expressões

synchronized: Indica que um método só pode ser acessado por uma thread de cada vez

transient: Impede a serialização de campos

volatile: Indica que uma variável pode ser alterada durante o uso de threads

 

Controle de fluxo dentro de um bloco de código

break: Sai do bloco de codigo em que ele está

case: Executa um bloco de código dependendo do teste do switch

continue: Pula a execução do código que viria após essa linha e vai para a próxima passagem do loop

default: Executa esse bloco de codigo caso nenhum dos teste de switch-case seja verdadeiro

do: Executa um bloco de código uma vez, e então realiza um teste em conjunto com o while para determinar se o bloco deverá ser executado novamente

else: Executa um bloco de código alternativo caso o teste if seja falso

for: Usado para realizar um loop condicional de um bloco de código

if: Usado para realizar um teste lógico de verdadeiro o falso

instanceof: Determina se um objeto é uma instância de determinada classe, superclasse ou interface

return: Retorna de um método sem executar qualquer código que venha depois desta linha (também pode retornar uma variável)

switch: Indica a variável a ser comparada nas expressões case

while: Executa um bloco de código repetidamente até que uma certa condição seja verdadeira

 

Tratamento de erros

assert: Testa uma expressão condicional para verificar uma suposição do programador

catch: Declara o bloco de código usado para tratar uma exceção

finally: Bloco de código, após um try-catch, que é executado independentemente do fluxo de programa seguido ao lidar com uma exceção

throw: Usado para passar uma exceção para o método que o chamou

throws: Indica que um método pode passar uma exceção para o método que o chamou

try: Bloco de código que tentará ser executado, mas que pode causar uma exceção

 

Controle de pacotes

import: Importa pacotes ou classes para dentro do código

package: Especifica a que pacote todas as classes de um arquivo pertencem]

 

Tipos Primitivos

boolean: Um valor indicando verdadeiro ou falso

byte: Um inteiro de 8 bits (signed)

char: Um caracter unicode (16-bit unsigned)

double: Um número de ponto flutuante de 64 bits (signed)

float: Um número de ponto flutuante de 32 bits (signed)

int: Um inteiro de 32 bits (signed)

long: Um inteiro de 64 bits (signed)

short: Um inteiro de 32 bits (signed)

 

Variáveis de referência

super: Refere-se a superclasse imediata

this: Refere-se a instância atual do objeto

 

Retorno de um método

void: Indica que o método não tem retorno

 

Palavras reservadas não utilizadas

const: Não utilize para declarar constantes; use public static final

goto: Não implementada na linguagem Java por ser considerada prejudicial

 

Literais reservados

De acordo com a  Java Language Specification , null, true e false são tecnicamente chamados de  valores literais , e não  keywords . Se você tentar criar algum identificador com estes valores, você também terá um erro de compilação.

 

Sobre palavras chaves e palavras reservadas, é isto! Escreva ou colabore aqui entrando no grupo JAVA Netbeans para compartilhar seu aprendizado, disponibilizando-o na opção documentos. Compartilhe!Obrigado pela colaboração Colabore com todos! Para saber como colaborar veja Ensino livre.

 

.

Exercícios

Ao utilizar as aulas e os códigos presentes nelas, tente explicar cada “comando” ou palavra chave existente nele.

Referências

(Você também pode usar o comentário para isto)

Referência para palavras chaves em JAVA